Paróquia de São Pedro Apóstolo - Ponta Verde

Multimídia

Enquete

O que você acha do nosso site? (Mande sua sugestão em "Fale Conosco")
 

Visitantes Online

Nós temos 3 visitantes online

P. de São Pedro Apóstolo

Rua Gaspar Ferrari Moura, 251
Ponta Verde
Maceió - AL, 57035-100
(0xx)82 3231-7044

 

Horário de Missas

de terça a sexta: Às 17h
Sábado:  Às 17h e 19h
Domingo: Às 8h, 17h  e 19h
1ª Terça do mês - Missa de
Cura e Libertação: Às 19h.

O Pescador

Santo Sudário

turin-shroud

DOMINGO DE RAMOS - 2015 PDF Imprimir E-mail
Homilias
paixo 03Dia 29 de Março -
Domingo de Ramos
Evangelho Procissão - Marcos 11,1-10
1ª Leitura - Isaías 50,4-7
Salmo – 21(22)
2ª Leitura – Filipenses 2,6-11
Evangelho – Marcos 15,1-39
Caminhando com Jesus

O Domingo de Ramos abre a Semana Santa. Nas leituras de hoje, relembramos a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém e fazemos a primeira meditação da Paixão e morte do Senhor, temos desta forma dois evangelhos. Por isso o Domingo de Ramos pode ser chamado também de “Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor”.

Este domingo é chamado “Domingo de Ramos” porque o povo cortou ramos de árvores, ramagens e folhas de palmeiras para cobrir o chão onde Jesus passava montado num jumento. Diante dos milagres e da popularidade de Jesus, o povo esperava que Ele fosse arrancar Israel das garras de Roma e devolver-lhes o apogeu dos tempos de Davi. Com folhas de palmeiras nas mãos, o povo o aclamava “Rei dos Judeus”, “Hosana ao Filho de Davi”, “Salve o Messias”... Como foi profetizado por Zacarias 9,9 dizendo: “Exulta de alegria, filha de Sião, solta gritos de júbilo, filha de Jerusalém; eis que vem a ti o teu rei, justo e vitorioso; ele é simples e vem montado num jumento, no potro de uma jumenta”.  É assim que Jesus entra em Jerusalém.

Jesus é reconhecido como Messias, a partir de uma compreensão mais política, como aquele que vem restaurar o reino de Davi, que vem libertar do poder do Império Romano. Mas Jesus é um Rei diferente, seu reino não é deste mundo. Ele combate o mal com amor e o perdão, sofrendo em nosso lugar, morrendo na cruz, pelas nossas culpas, pelos nossos pecados, como veremos mais adiante na leitura do evangelho da paixão. Por isso, essa mesma multidão, que agora o proclama rei, poucos dias depois, o acusaria de impostor, de blasfemador, e de falso messias. Exigindo de Pilatos, governador romano da província, que o condenasse à morte.

Também nós, muitas vezes, esperamos um “messias” bonzinho, um Jesus que estivesse ali para resolver os nossos problemas pessoais, que nos protegesse contra as intempéries da vida. Mas Jesus nos chama para a Cruz, para sua paixão. E assim muitos de nós, que comemos com Ele, que partilhamos do seu pão na sua mesa da Eucaristia, o traímos, abandonamos e deixamos só. Lembremo-nos das palavras do Senhor, aos seus discípulos, naquela última ceia: “ um de vós que come comigo há de me trair.”(Mc 10,18)  e “vós ficareis decepcionados comigo”(Mc 10,27). E os discípulos fugiram na hora da cruz.

Aceitar Jesus como “messias” e nosso Rei, na procissão de ramos, é estarmos dispostos a aceitá-lo como um Rei que tem como trono a cruz e como coroa os espinhos! Segui-lo pela rua é comprometer-se a segui-lo pela vida! E quando na vida, a cruz vier, a dor vier, os espinhos vierem, recordemos que nos comprometemos a seguir o Cristo até a morte e morte de cruz, para chegarmos então à Páscoa da Ressurreição! Caso contrário, nossa celebração, não passará de um teatro sem graça e sem sentido.

Leia mais...
 
24 DE MARÇO DE 1980 PDF Imprimir E-mail
Pe. Manoel Henrique

dom oscarFaz trinta e cinco anos que esta data lembra o martírio de Dom Oscar Romero, em El Salvador, assassinado por um militar norte-americano, formado na “Escola das Américas”. Celebrava a Eucaristia, quando um tiro certeiro, atingiu-o, derramando seu sangue e o de Jesus, na hora em que Romero fazia a elevação do cálice.

Romero nasceu aos 15 de agosto de 1917, na cidade de El Salvador.  Sua família era numerosa Depois foi enviado a Roma para estudar Teologia na Universidade Gregoriana. Ordenou-se sacerdote em 1943. Durante vinte e seis anos foi pároco, onde os pobres faziam fila para conseguir alguma forma de ajuda.

Leia mais...
 
5º DOMINGO DA QUARESMA - 2015 PDF Imprimir E-mail
Homilias
Escrito por Jaeckson   
Sáb, 21 de Março de 2015 09:02
grao-de-trigoDia 22 de Março - Domingo
1ª Leitura: Jeremias 31,31-34
Salmo: 50/51
2ª Leitura: Hebreus 5,7-9
Evangelho: João 12,20-33
“Se o grão de trigo... ...morre,
então produz fruto”

Estamos vivendo a última semana da quaresma e nos aproximamos da Semana Santa. Por isso no Evangelho deste domingo vemos Jesus, referindo-se à sua própria morte e sua Ressureição, falando do grão de trigo que precisa morrer para produzir fruto. Com a sua morte, com o seu Sangue, derramado na cruz, Jesus sela a Nova Aliança prometida por Deus.

Na primeira leitura, Jeremias anuncia que “virão dias” em que Deus vai estabelecer com a casa de Israel, com o seu povo, uma Nova Aliança. A antiga aliança tinha sido quebrada pelo povo que abandonou a Deus, que adorou falsos deuses e como fruto do seu pecado, agora estava sendo escravizado na Babilônia. Mas Deus é fiel, não deixa de nos amar e promete uma Nova Aliança. Esta Nova Aliança, anunciada por Jeremias, não será mais gravada em letras na pedra, como foram os mandamentos, símbolo da antiga aliança, dada por Moises, mas será gravada no coração do homem, pelo Espírito Santo, que recebemos no Batismo, e que nos conduz a Deus. É pelo batismo que Deus imprime, em nossas entranhas, o seu Espírito e nos faz nova criatura, nos tornando Filhos de Deus, participantes do seu povo eleito, membros da nova aliança selada por Jesus na cruz.

Leia mais...
 
SÃO JOSÉ DOS NORDESTINOS PDF Imprimir E-mail
Pe. Manoel Henrique

sao-joseNos tempos de Natal cantamos “Meu São José, dai-me licença!”, para abrir a dança do Pastoril. Esquecido no meio intelectual e teológico, São José vem surgindo no contexto eclesial, com apoio do poder central, pois, São José entrou no Canon da Igreja, isto é, na Oração Eucarística. Em língua portuguesa no Brasil, nenhuma bibliografia havia sobre São José, cabendo ao teólogo Leonard Boff trazer a lume um belo texto sobre o santo do silêncio. As notícias sobre ele chegaram até nós graças à fé do povo, sobretudo dos camponeses. Foi Leonardo Boff que soube dizer: ”Só teve sonhos, que ele seguia mesmo sem entender. Falava pelas mãos na carpintaria; pelos braços, segurando o Menino Jesus; pelos pés, caminhando para o exílio no Egito; pelo amor, estando junto de Maria; e pelo cuidado, garantindo o sustento da Sagrada Família. Ele é o modelo dos cristãos anônimos, um exemplo de gente boa e o patrono da Igreja Doméstica”. E de forma bela, Leonardo completa: ”Se Maria deu a Jesus a “carne” física, foi José que lhe forneceu a “carne Severina”, a situa0ção histórico-social de miséria, indo morar em Nazaré”.

Leia mais...
 
4º DOMINGO DA QUARESMA - 2015 PDF Imprimir E-mail
Homilias
Escrito por Jaeckson   
Sáb, 14 de Março de 2015 12:18
cristoHomilia do dia 15 de março de 2015
1ª Leitura: 2Crônicas 36,14-16.19-23
Salmo: 136/137
2ª Leitura: Efésios 2,4-10
Evangelho: João 3,14-21
"Para que não pereça,
mas tenha a vida eterna"

O 4º Domingo da Quaresma é também conhecido como  Domingo “Laetare”, quer dizer, "Alegrar-se", pois em meio a oração, ao jejum e a penitência, próprios desta época, somos chamados a nos “alegrar”. Esta Alegria é porque se aproxima a Páscoa, e é na Páscoa que se manifesta o amor total de Deus para conosco. É na Páscoa, que Deus, através de seu filho Jesus, nos salva e liberta de todo pecado e de toda escravidão.

É neste contexto que a liturgia de hoje, na primeira leitura, mostra que o povo, se afastando de Deus, multiplicou seus pecados. Então Deus, por compaixão, por amor, envia mensageiros. Mas o povo não queria escutar a vontade de Deus e a sua palavra. Como ainda hoje, muitos zombam da Igreja, desprezam seus conselhos, riem das pessoas que vivem o evangelho e vivem como se Deus não existisse.

Qual a conseqüência de tudo isso? Qual a conseqüência do pecado? É a escravidão, se perde a liberdade, escravizado pelos vícios, e com isso ocorre a destruição de nós mesmos, templos onde Deus quer fazer sua morada. O pecado nos afasta de Deus, de nossa imagem, de como deveríamos ser, nos desfigurando, fazendo-nos perder o sentido da vida, mortos para Deus.

Leia mais...
 

Destaque

 

Mala Direta



Receber em HTML?

Obrigado por se cadastrar

Evento

ENCONTRO DE FORMAÇÃO

Galeria de fotos - Encontro de Formação

Clique aqui

Banner

Redes Sociais

facebook      orkut
twitter      youtube

Localização

Paróquia de São Pedro
Exibir mapa ampliado

Rua Gaspar Ferrari Moura, 251
Ponta Verde - Maceió - AL

CEP: 57035-100
(0xx)82 3231-7044