Paróquia de São Pedro Apóstolo - Ponta Verde

Multimídia

Enquete

O que você acha do nosso site? (Mande sua sugestão em "Fale Conosco")
 

Visitantes Online

Nós temos 7 visitantes online

P. de São Pedro Apóstolo

Rua Gaspar Ferrari Moura, 251
Ponta Verde
Maceió - AL, 57035-100
(0xx)82 3231-7044

 

Horário de Missas

de terça a sexta: Às 17h
Sábado:  Às 17h e 19h
Domingo: Às 8h, 17h  e 19h
1ª Terça do mês - Missa de
Cura e Libertação: Às 19h.

O Pescador

Santo Sudário

turin-shroud

FANATISMO RELIGIOSO PDF Imprimir E-mail
Côn.José Everaldo

isis-iraq-end-of-christianity-in-middle-east-persecutionNo dia 18 de abril de 2014 a irmã Raghid, ex-diretora da escola do patriarcado grego-católico de Damasco, denunciou na Rádio Vaticano que na Síria, pais em guerra civil, muitos cristãos que se recusaram a professar a fé muçulmana ou pagar resgate foram crucificados por jihadistas. Isso aconteceu em Abra, na zona industrial na periferia de Damasco. De acordo com a denúncia, depois da crucificação os jihadistas "pegaram as cabeças das vítimas e jogaram futebol com elas", e ainda levaram os bebês das mulheres e "os penduraram em árvores com os seus cordões umbilicais".

cristaoiraque01Diante do horror dessa notícia estarrecedora pensei em escrever sobre o tema do fanatismo religioso, que não é um fenômeno do oriente, mas é um fenômeno que está muito próximo de nós.

O fanatismo religioso é sempre irracional e infundado. É uma crença exagerada, uma adesão cega a uma visão de mundo ou unilateralidade doutrinal, de tal modo que o fanático identifica sua crença com a verdade absoluta e se sente como o dono da verdade. Pior, considera seu inimigo todos aqueles que não compartilham sua fé. O fanático explora o exótico, o extravagante, o mundo fora do comum. O fanatismo separa as pessoas, desprezando os outros como indignos hereges e infiéis.

cristaoiraque02O Fanatismo Religioso leva o indivíduo as maiores atrocidades humanas. Pois, ele é intolerante, isto é, é clara a sua incapacidade de respeitar a liberdade de escolha do outro. Não podemos atirar pedras nos mulçumanos, pois no passado os cristãos foram capazes de atrocidades piores em nome de sua fé. Temos um passado sujo, pois as guerras santas foram estimuladas pelas lideranças católicas, o que não dizer da inquisição e das cruzadas? No passado foram os cristãos e no presente são os mulçumanos.

Uma das acusações mais comuns feitas às religiões é que elas causam mais violência do que paz. Na música “Imagine” John Lenon afirma nas entrelinhas que o mundo seria um lugar melhor sem elas e suas rivalidades. cristaoiraque03No mundo da cultura racionalista cansei de ouvir a seguinte acusação: “A bíblia é o livro da discórdia e não da concórdia”. Não só a bíblia, mas outros livros sagrados como: o Bhagavad-Gita, Tri-Pitakas, Alcorão e Kitáb-i-Aqdas. Porém, se juntarmos cegamente todos esses livros todos, absolutamente todos, exaltam o amor, a fraternidade, o equilíbrio, a concórdia entre os homens.

Chegamos a dura e crua realidade, as atrocidades provocadas pelos fanáticos religiosos não procedem dos ensinamentos religiosos, mas de mentes doentias que instrumentalizam os conceitos religiosos como meios de extravasar a selvageria de suas entranhas.

Leia mais...
 
ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA PDF Imprimir E-mail
Homilias
nossa senhora 41ª leitura: Ap 11,19a; 12,1.3-6a.10ab
Salmos 44(45)
2ª leitura: 1Cor 15,20-27a
Evangelho: Lc 1,39-56

Uma mãe no céu

Hoje celebramos uma verdade inseparável da fé cristã: a Assunção de Nossa Senhora em corpo e alma aos céus. Nossa Senhora foi preservada, protegida por Deus de todo pecado, imune a toda mancha da culpa original, desde o nascimento. N’Ela Deus colocou a inimizade com o pecado (Gn 3,15). Então, Maria, a Cheia de Graça, (Lc 1,28), não poderia ficar sujeita à corrupção da morte, pelo pecado. Por isso todos nós, a Igreja, celebramos a Assunção de Nossa Senhora, de corpo e alma, ao céu, e vemos na Assunção da Mãe de Jesus e nossa Mãe, a prefiguração da glória da Igreja.

A 1ª leitura de hoje, tirada do livro do Apocalipse, começa falando do “Templo de Deus” e da “Arca da Aliança”. O “Templo de Deus” e a “Arca da Aliança”, são figuras da Virgem Maria. Nossa Senhora foi o sacrário vivo do Espírito Santo, a cheia de Graça, onde Deus fez sua morada, pela encarnação de Deus Filho, Jesus Cristo. Maria é o templo, a Arca da Aliança, onde a Palavra de Deus, “O verbo se fez carne” (Jo 1,14), se tornando a mãe do verbo encarnado. Esta “Arca da Aliança” tinha que ser sem pecado, sem mancha.  Basta percorrer as páginas do antigo testamento para ver que Deus não habita no meio do pecado.

Leia mais...
 
FESTA DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO PDF Imprimir E-mail
Pe. Manoel Henrique

seminario de maceioHoje era dia de festas no Seminário de Maceió. Aprendemos muito a olhar para ela, a imagem de Nossa Senhora, com seus braços alevantados para o alto. A capela é pequena, mas abrigou muita gente, durante mais de 100 anos. Ali, enquanto a memória alcança, vou lembrando todos aqueles que firmaram seus ideais. São tantos e tão diferentes, que um painel gigantesco poderia ser exposto para apresentá-los aos tempos de hoje. Ajunta-se a eles, com muito carinho, o agrupamento dos ex-seminaristas, que, em Alagoas, se reúne para festejar e lembrar os velhos tempos vividos naquele Casarão do Alto do Jacutinga. Foram tempos de fortes recordações, de gratas vivências, de muitas referências pessoais e históricas.

Leia mais...
 
18º DOMINGO Tempo Comum - Ano A PDF Imprimir E-mail
Homilias

eucaristia020Is 55,1-3
Sl 144
Rm 8,35.37-39
Mt 14,13-21

Jesus como a plenitude da compaixão de Deus

Hoje o Evangelho nos apresenta Jesus como a plenitude da compaixão de Deus no nosso meio. Multiplicando os pães, ele realiza de modo pleno aquilo que Moisés e Elias, os mesmos personagens da Transfiguração, representantes da Lei e dos Profetas, já haviam realizado: Moisés deu de comer ao povo no deserto; Elias sustentou com alimento a viúva de Sarepta durante todo o tempo da seca em Israel. Ora, Jesus é aquele que nos alimenta em plenitude, é o Messias prometido a Israel e à humanidade. Como o Bom Pastor, de que fala o Salmo, ele faz seu rebanho descansar na relva mais fresca e lhe prepara uma mesa. Seu alimento não se reduz ao pão. Primeiro nos alimenta porque sente compaixão de nós, de nossa pobreza e indigência: “Viu uma grande multidão. Encheu-se de compaixão por eles e curou os que estavam doentes”. Mais do que de pão, é de amor, de ternura e compaixão que o Senhor nos alimenta!

Leia mais...
 
UM PILOTO DE PAZ NA GUERRA PDF Imprimir E-mail
Pe. Manoel Henrique

pequeno principeEm 31 de julho de 1944, faz 70 anos, o mundo soube depois da morte de um piloto de paz abatido sobre o mar por um caça alemão, quando tinha apenas 40 anos de idade. Falo do autor de “O Pequeno Príncipe”, Antoine de Saint-Exupery. Nasceu na cidade de Lyon, França, cidade que constantemente visitamos, ao nos dirigirmos, nas várias idas e vindas, para Grenoble, cidade de nosso doutorado, através do Cesmac. A Livraria do aeroporto de Lyon, aliás, com o nome dele, eram sempre um mostruário convidativo para não nos esquecermos do autor de “O Pequeno Príncipe”, não só, mas de vários outros textos, a exemplo de: Um sentido para a vida, Piloto de Guerra, Cartas do Pequeno Príncipe, Terra dos Homens, Correio do Sul, Voo Noturno. Lembro-me dele homem, quando vários outros pilotos estão neste momento, em suas modernas aeronaves, como pilotos da morte, nas guerras declaradas ou não. Penso no piloto, que cumprindo ordens, jogou covarde e criminosamente a bomba atômica sobre Hiroshima e Nagazaki, no Japão. Valeu-lhe o arrependimento tardio, tornando-se religioso. Lembro-me dos pilotos abatidos vergonhosamente na Rússia e na Ásia, com as aeronaves da mesma empresa. O nosso Alberto Santos Dumont, depois de suas experiências vitoriosas, sob o céu de Paris, morria tristemente, ao saber do uso de seu invento na 2ª Guerra Mundial.

Leia mais...
 

Destaque

 

Mala Direta



Receber em HTML?

Obrigado por se cadastrar

Evento

ENCONTRO DE FORMAÇÃO

Galeria de fotos - Encontro de Formação

Clique aqui

Banner

Redes Sociais

facebook      orkut
twitter      youtube

Localização

Paróquia de São Pedro
Exibir mapa ampliado

Rua Gaspar Ferrari Moura, 251
Ponta Verde - Maceió - AL

CEP: 57035-100
(0xx)82 3231-7044